A serra de mármore e a serra circular são duas ferramentas muito parecidas, suas semelhanças são tantas, que é comum ser confundido de como fazer seu uso apropriadamente.

 Saber como utilizá-lo é imprescindível, pois as suas funções são distintas e quando usado de forma errada, pode diminuir a vida útil da ferramenta de forma radicalizada, além ter o risco de causar feridas em quem está manuseando o equipamento.

Então veja a seguir como cada equipamento funciona e como fazer o seu uso, aproveitando máximo de cada um.

Serra de mármore

A serra de mármore ou como é conhecida popularmente serra makita é indicada apenas para cortes em pedras, granito, concreto, azulejos, porcelanato e mármore.

Quando usado o equipamento da forma correta sempre vai ajudar na preservação do equipamento, além de diminuir o risco de acidente de quem está manuseando a máquina.

Geralmente usado por mestre de obras, a serra é uma grande ajuda para o trabalho em construções.

Seu disco é diamantada, trazendo resistência no momento do corte, e é relativamente menor do que a Serra Circular.

 A distância entre seus dentes é menor, quando comparado com a serra circular porém sua velocidade é totalmente superior, para que seja feito o corte mais preciso possível, até mesmo pelo fato do material ser muito mais resistente.

Serra Circular

A serra circular é indicado principalmente para fazer cortes retos em madeira. A título de curiosidade existem praticamente quatro tipos de serras circulares. O que vai nos importar hoje é a Serra Circular Manual.

A mais comum e que geralmente temos em casa, pois é de fácil manuseamento e transporte. A serra Circular, possui protetor móvel no disco, já que seu objetivo é fazer cortes em madeiras. Ele abre quando começa o corte e fecha assim que finalizado o trabalho. Trazendo segurança e fácil manuseio de quem a usa.

Sua velocidade é inferior da serra de mármore, justamente por que seus objetivos é fazer cortes em materiais mais “macios” do que a serra de mármore.

A união

Suas diferenças são gritantes, não é? Porém existe algo que uni os dois tipos de serras!

É o disco de tungstênio para madeira, utiliza-se na serra de mármore, com quase as mesmas finalidades da serra circular, seu objetivo é fazer cortes na madeira em construção, nisso inclui cortá-la com pregos e com concreto, tornando a ferramenta mais prática.

Uma vez que perceberam as dificuldades do manuseio dos equipamentos ela veio ultrapassando todas as barreiras.

Ele é do mesmo tamanho que um disco da serra de mármore, e como o nome já revela, seu material é grão de tungstênio, e por causa deste material que é possível fazer a substituição do disco da serra de corte, sem que ocorra risco algum.

O disco tem teflon na liga metálica, que evita o travamento do disco na madeira ou mais conhecido de “coice”, assim evitando machucar o seu operador.

Saber a utilização de cada ferramenta elétrica é essencial, para executar suas atividades conforme foram projetados, é muito importante para a preservação do equipamento e até mesmo de quem está manuseando ela.

Pensar no bem estar dos dois é estar pensar no grande investimento no futuro. Agora que está muito bem informado, é só colocar a mão na massa, entre no nosso site e veja os diferentes tipos de serras que temos!

Powered by Rock Convert